Tipos de Cabide

Os cabides exercem um papel fundamental no nosso armário. O ideal é que eles não chamem atenção, que eles se misturem as roupas e ao armário tornando-se invisíveis. Muitas vezes compramos cabides quando percebemos que estão acabando. O problema das compras assim é que com o passar dos meses e anos os cabides vão ficando cada vez mais despadronizados e chamativos no armário, o que tira a beleza e polui visualmente. Além disso, ainda acabamos por pendurar as roupas em cabides errados. Mas então vem a pergunta, quais Tipos de Cabide existem e qual é o melhor cabide?

Essa é uma pergunta que só você, que conhece suas roupas e seu espaço, pode responder. Abaixo vou falar sobre as funções e pra que é indicado cada um. No meu armário, eu preferi usar os de veludo porque ocupam menos espaço, são largos a ponto de não marcar os ombros das camisas e não deixam a roupa escorregar.

Economia de espaço com o cabide de veludo

Com relação aos cabides  existem algumas dicas:

  1. Padronização! Acho que a principal parte é a padronização. Ela garante que suas roupas fiquem na mesma altura, da uma sensação de uniformidade e é atrativo aos olhos, portanto a minha primeira dica é: analise bem qual cabide é vantajoso para você e use todos desse tipo!
  2. Tente colocar só uma peça por cabide.
  3. Sempre que o espaço permitir pendure mais que dobre.
  4. Certas peças não funcionam com nenhum cabide, como lã, tricô e malha fina. Não tente pendurar porque você irá estragar suas peças.

Agora vamos aos tipos de cabides:

Cabides de madeira

É um dos melhores cabides no mercado. Ele é firme, largo, permite roupas estruturadas e tem um preço relativamente bom. Outra vantagem é a sua durabilidade, você vai ter cabides novos por anos. Uma desvantagem dele é a largura dos cabides, se você tiver um espaço pequeno vai ficar igual aquelas araras de loja de departamento em dia de liquidação, simplesmente não da pra tirar. Agora se o seu espaço for grande, devido a distancia que o cabide cria entre uma roupa e outra vai ficar muito elegante.

São bons para: Jaquetas, ternos, camisas sociais, casacos e roupas pesadas em geral.

Cabides de plástico

Existe uma variedade enorme de cabides de plástico no mercado, cada um com sua função. Muitas vezes eles se assemelham em formato aos cabides de outros materiais, porém com uma fragilidade maior. Eles têm a vantagem de serem baratos e finos, mas as desvantagens são muitas. Eles deformam com o tempo, não suportam bem roupas pesadas e tem a durabilidade menor. Se você escolher esse modelo para a sua casa certifique-se de escolher os modelos que aparentam ser mais resistentes ou que tenham mais funções inclusas como, por exemplo, aqueles ganchinhos para blusas de alça.

São bons para: Peças leves ou com alças.

Cabides de veludo

Meu xodó! São cabides mais caros, porém com muitas vantagens. Mas como nada é perfeito têm algumas desvantagens também. Eles são finos, ótimos para pendurar roupas que escorregam, economizam espaço no guarda-roupa e são bem largos. Para roupas femininas que costumam ser mais leves eu acho o mais indicado. Entre as desvantagens estão o fato dele não aguentar muito bem peças pesadas, como jaquetas jeans ou blusas de frio de lã e a sua aversão a água. Eu tenho hábito de pendurar as roupas no varal já em cabides para facilitar na hora de passar, como todos os meus cabides são de veludo comprei cerca de 15 de madeira que já deixo na área de serviço pra esse propósito.

São bons para: Roupas em geral de peso médio, roupas finas e delicadas com tecido escorregadio e camisas que tem a tendência de ficar com vincos nos ombros.

Cabides de acrílico

São cabides com um bom custo-benefício. Não são muito caros, não são muito grossos, não são muito frágeis e são bonitos. Mas também não podemos falar que são baratos, finos e resistentes porque não são. É um cabide mediano. A principal desvantagem dele é que podem se quebrar ao cair. As opções de modelo também variam bastante, mas o modelo da foto é o mais comum de ser encontrado. Eu particularmente não gosto desse tipo, devido ao barulho que fazem ao bater um no outro.

São bons para: Camisas, vestidos que não escorregam e blusas de frio leves.

Cabides de arame

Fuja, corra muito! Falando honestamente, não vejo nenhuma vantagem que compense a ponto de considerá-lo uma opção. Amassam, são frágeis, são feios, marcam as roupas, podem abrir e rasgar as peças e não dão sustentação.

São bons para: lavanderias.

Cabides de metal

São cabides medianos semelhante ao de acrílico. São bem finos, tem uma sustentação ok e são baratos. As desvantagens: deixam vincos em camisas sociais, fazem barulho e não são muito anatômicos.

São bons para: calças, camisas menores.

Cabides infantis

Além da função obvia de pendurar roupas dos pequenos eles também tem uma função muito boa pra roupas de adultos. Pendurar calças! Eles tem praticamente a largura da calça e são mais curtos deixando mais espaço embaixo do armário. Eles são feitos de uma enorme variedade de materiais e a dica aqui é acompanhar o resto do armário, se você usa cabides de veludo tente usar os infantis também de veludo e assim por diante. Mas se não der pelo menos tente padronizar pelos tipos de roupa, já fica ótimo.

Presilhas

São ótimas para pendurar saias, tomara que caia e calças de ponta cabeça. Existem presilhas separadas que você pode simplesmente acoplar nos seus cabides, o que é ótimo pra manter os cabides iguais. Mas cuidado porque algumas presilhas, especialmente as de acrílico, marcam as roupas.

Outros modelos

Existe uma infinidade de modelos diferentes no mercado. Esses tipos de cabide servem para coisas especificas, como por exemplo, pendurar gravatas, lenços e cintos. Como a variedade aqui é muito grande, não tem como falar das vantagens e desvantagens, mas procure escolher um que te atenda bem, não pareça um cabideiro entupido de coisas e que mantenha o padrão do guarda-roupa.

Gostaram das dicas?

Agora é só analisar suas roupas e seu guarda-roupa e escolher o modelo certo para você!

Um comentário sobre “Tipos de Cabide

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *