Como controlar meus gastos?

Controle financeiro é importante na vida de qualquer pessoa. Já se perguntou “Como controlar meus gastos?”. O segredo é o planejamento. Planejar e controlar é essencial para evitar dívidas e para conseguir juntar dinheiro. Eu tenho o costume de anotar todas as minhas despesas e receitas há muitos anos e por experiência própria isso ajuda muito a economizar! Ao longo desse tempo tenho percebido algumas coisas que me ajudaram e acho importante compartilhar.

  • Planeje e calcule seus gastos: Saber quais são as suas despesas ajuda bastante na hora de se planejar, já que isso evita gastos extras que poderiam pesar no orçamento. Para começar talvez seja bom anotar tudo o que você gasta durante cerca de três meses e depois fazer uma média geral. Isso vai dar uma boa noção de quanto você tem gastado e onde pode diminuir.
  • Divida os seus gastos por categorias: Deixar todas as despesas em uma mesma categoria dificulta a visualização e o planejamento. Dividir em categorias permite que você saiba qual parte das suas despesas pesa mais.

Exemplo de categorias e subcategorias no planejamento de gastos:

  • Mantenha o valor dentro do estabelecido: Na planilha acima, para funcionar, o valor de R$ YYY,YY tem de ser sempre menor do que R$ XXX,XX, ou seja, o valor gasto tem que ser menor ou no máximo igual ao valor previsto.
  • Poupança (ou qualquer outro investimento): Transfira o valor destinado à poupança no inicio do mês, dessa forma o dinheiro já vai ter saído da sua conta corrente e você não vai ficar tentado a gastar.
  • Cartão de crédito, muita atenção! Esse passo é tão importante que vou dividir em mais categorias.
    • Se você for uma pessoa organizada com os gastos e controlada, o cartão de crédito pode ser uma super ferramenta, já que com o uso acumulamos pontos que podem ser trocados por muitas coisas legais, até mesmo passagens aéreas! Mas se esse não for o seu caso, sugiro que pague as coisas no débito, vai ser mais seguro.
    • Dívidas com o cartão de crédito são o motivo das dores de cabeça de muitas pessoas, exatamente por ele ser uma bola de neve e seus juros altíssimos. Por isso se tiver que dar preferência a uma conta para pagar, pague o cartão de crédito!
    • Caso você decida que tem organização suficiente para usá-lo, faça uma planilha de crédito e anote tudo que comprou no cartão. (Essa parte é fácil porque podemos acompanhar a prévia da fatura online). Depois de anotar na planilha, mesmo que a fatura não tenha chegado ainda, considere aquele dinheiro como gasto e como se já tivesse saído da conta.
    • Se você não conseguiu pagar o cartão ou teve que dividir a fatura, faça o máximo pra pagar essa divida o quanto antes e não use mais o cartão até ter quitado todas as despesas com a instituição financeira.
  • No final do ano faça um gráfico com todos os gastos: É interessante ver a estatística de qual mês você gastou mais gasolina, ou energia elétrica ou comeu mais fora de casa. Essa é uma forma de nos conhecermos melhor. Aqui em casa eu uso planilhas dinâmicas no Excel. Apesar de não ser uma ferramenta que todos têm familiaridade, não é muito difícil aprender.

O que acharam das dicas? Se gostou, por favor, não deixe de comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *